Casa da acolhimento

O Lar Rosa Santos destina-se a acolher crianças e jovens em perigo, do sexo feminino. O acolhimento pode manter-se até a jovem atingir a maioridade e prolongar-se até aos 25 anos, caso esta manifeste interesse.

O acolhimento residencial resulta de uma medida de promoção e proteção aplicada pela Comissão de Proteção de Crianças e Jovens (CPCJ) ou pelo Tribunal. Esta medida prevê-se quando não é possível garantir a segurança das crianças e jovens em meio natural de vida.

Esta Casa de Acolhimento passou a funcionar como Lar de Infância e Juventude em 1986, na altura com capacidade para 90 utentes, tendo neste momento acordo para o acolhimento de 54 crianças/jovens.

Este website usa cookies para melhorar a experiência do utilizador. Ao continuar a utilizar o website, assumimos que concorda com o uso de cookies. Aceito Ler Mais