Instituição

  • História
  • Missão, Visão e Valores
  • Organograma
  • Orgãos Sociais
  • Documentos Institucionais

O Lar Rosa Santos é uma Instituição Particular de Solidariedade Social (IPSS), vocacionada para o acolhimento de crianças e jovens do sexo feminino em situação de risco, estando localizada em plena cidade do Porto, na Rua João Pedro Ribeiro, nº 785, num edifício histórico de referência local.

Enquanto Instituição Particular de Solidariedade Social com a valência de Lar de Infância e Juventude, o LRS enquadra-se nas respostas públicas preconizadas para este setor (Plano SERE+ - 7 de Novembro de 2013), atuando, neste âmbito, segundo princípios institucionais próprios, alicerçados na matriz axiológica da Congregação das Religiosas Reparadoras de Nossa Senhora de Fátima e consolidados ao longo de seis décadas de história.

Nascida em 1952, esta obra da Congregação foi aprovada em Diário da República, a 14 de Janeiro de 1920, com o nome de Escola Rosa Santos, num edifício doado pelo benemérito António Maria dos Santos. Inicialmente destinava-se a acolher, aproximadamente, 200 jovens de ambos os sexos, em regime de semi-internato. A 07 de Janeiro de 1952, a pedido do Dr. António Almeida Garrett, Presidente da Junta Distrital, 4 Irmãs fundaram a comunidade com um grupo de 15 meninas transferidas do Colégio de Vairão, número este que foi aumentando, continuando a casa a cargo da Assembleia Distrital. Em 1986, é denominado Lar Rosa Santos, passando a casa a estar a cargo da Congregação.

 

“Quem acolher em meu nome uma criança como esta, acolhe – Me a mim” (Mt18,5)

Missão:

O Lar Rosa Santos assume como missão central o acolhimento de crianças e jovens provenientes de famílias desfavorecidas e sem retaguarda familiar que lhes permita assegurar as condições de proteção, provisão e promoção necessárias a uma socialização conseguida e a um desenvolvimento pessoal feliz.

 

Visão:

Tal como se encontra definido nos Estatutos do LRS (artigo 3º), a visão estratégica da Instituição persegue os seguintes objetivos fundamentais:

- Dar assistência a crianças e jovens do sexo feminino em regime de internato, semi-internato e externato.

- Contribuir para a formação integral, humana, social e moral dessas jovens e promover a sua orientação vocacional e profissional.

- Estabelecer com as famílias as relações que sejam favoráveis ao desenvol­vimento integral da criança e da jovem.

A esta visão corresponde um conjunto de valores configuradores da vida do LRS, em todas as suas vertentes, de modo a proporcionar às menores acolhidas uma vida familiar e educativa potenciadora do seu desenvolvimento pessoal e social.

Estes valores obedecem ao carisma da reparação e do amor que inspira o ideal de serviço das Religiosas Reparadoras de Nossa Senhora de Fátima, inscrevendo-se, assim, no quadro de um humanismo relacional consonante com os princípios de cidadania democrática consagrados na Declaração Universal dos Direitos Humanos (1948) e nas várias convenções sobre os Direitos da Criança.

 

Valores:

Neste sentido e sob o lema Acolher, Reparar, Promover, o compromisso institucional do LRS apoia-se nos seguintes valores ou “âncoras matriciais”:

- Acolhimento e disponibilidade 

- Autoridade assertiva e afectuosa

- Respeito pela singularidade de cada Pessoa

- Diálogo atencioso e cordial.

 

Desejamos, acima de tudo, assegurar a felicidade de cada criança que é colocada nas nossas mãos.

Direção

Presidente: Maria Júlia da Conceição Moreira

Vice-Presidente: Gertrudes Duarte Ferreira

Secretária: Maria Noémia Coelho Martins

Tesoureira: Justa Jorge Santos

Vogal: Maria Inácia Machado

 

Conselho Fiscal

Presidente: Maria Goreti Camara Roda

Vogais: Arminda da Conceição Martins

              Maria do Rosário Carvalho Vieira

Este website usa cookies para melhorar a experiência do utilizador. Ao continuar a utilizar o website, assumimos que concorda com o uso de cookies. Aceito Ler Mais